sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

Medo de falar inglês


Parece que o cérebro dá um branco, a boca fica seca, as mãos tremem e você começa a suar frio. Esses são alguns sintomas, segundo "especialistas", de pessoas que sentem um medo extremamente forte de: Falar Inglês.
Exageros à parte, isso é realmente algo comum. O que se vê de pessoas que se sentem completamente inseguras de falar em inglês é de assustar. 
Até de falar com outro brasileiro em inglês já é motivo de desespero. Logo vem à cabeça questões como: Será que ele sabe mais que eu? E se eu falar uma besteira e ele entender? Ou pior, ele não me entender e me achar burro? E por aí vai. Se falar com brasileiro já é assim, imagina falar com um estrangeiro. Aí é que a pessoa pira de verdade.

Infelizmente, 



esse é um mal que não atinge só pessoas do nível básico. Conheço pessoas que, inclusive, concluíram curso e sentiram fobia de conversar com um gringo. Isso é mais uma prova de que um diploma não significa tudo.
Às vezes, essas mesmas pessoas ficam dando desculpinhas até para nem teclarem em inglês.
Qual seria o motivo disso tudo? Falta de confiança! E falta de confiança está ligada à falta de prática. Se você não pratica, como vai acreditar no seu potencial? Se não acredita no seu próprio potencial , quem irá acreditar então?
Lógico que não há uma fórmula que fará você perder o medo. Fórmulas funcionam muito bem para física, química e matemática; aliás, seria tudo mais simples se resolvêssemos nossos medos e inseguranças com uma fórmula de Bhaskara.


Mas há métodos que podem te ajudar a ganhar confiança. 


O método mais eficaz é: falar! Mesmo que seja sozinho no seu quarto, mas você tem que falar. Só assim se perde o medo. Você pode ler textos em inglês em voz alta, para você se escutar. Pode gravar você falando para se escutar depois. Pode até tentar conversar com outra pessoa; talvez uma pessoa mais próxima ou com menos conhecimento que você no idioma, pois assim você se sente mais seguro e tem menos medo de ser julgado. 
Afinal de contas, é errando que se aprende, né? Não tenha medo de errar, de fazer feio na frente dos outros. Ninguém é perfeito e nem nasceu sabendo as coisas. Permita-se deixar de ser perfeito e deixar de lado o medo de ser julgado. Lembre-se que o brasileiro que fala hoje fluentemente já passou pelo lugar que você está.
Imagine inglês como um esporte e você como o atleta. Praticar tem que fazer parte da sua rotina, se quiser ser bom naquilo que faz. 
Resumo da história: Busque a confiança que falta em você.

See ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...