domingo, 26 de janeiro de 2014

FIRST!


Aproveito para escrever meu primeiro post com o título de "First", fazendo ironia a um dos tipos de comentários mais irritantes da web, mas que finalmente saiu de moda.
Meu principal objetivo não é falar sobre isso. Meu principal objetivo na verdade é auxiliar brasileiros que tenham dificuldades em aprender inglês. Já que venho ajudando alguns amigos há algum tempo, resolvi criar esse espaço para ampliar meu trabalho ajudando ainda mais pessoas que sintam dificuldade.
O objetivo aqui é também dividir experiências e curiosidades. Por isso, comentem os posts. Mas sempre com respeito e educação, certo? Vamos fazer desse espaço uma troca. 
Venho estudando inglês desde os 11 anos de idade, e acredite, isso é amor. Amo o idioma e por isso sempre me empenhei em aprendê-lo. Claro que podemos sempre aprender de forma interessante, dinâmica e descontraída com jogos, brincadeiras, vídeos e etc. mas sinto lhe informar que, se não houver empenho da sua parte, você nunca vai sair do "How are you?". Infelizmente, os momentos chatos, como regras gramaticais, também são indispensáveis.

Mas agora, me responda: 


Como você aprendeu a falar português? De tanto ouvir! Você nasceu, ouviu bastante seus familiares e pessoas ao redor, para depois dar suas primeiras palavras. Depois, começou a frequentar praças, parquinhos, creche, escolinha, e com isso, foi fazendo amiguinhos e interagindo e falando ainda mais. Aprendeu a ler, com isso ampliou seu vocabulário. Mesmo que você não tenha hábito de ler livros, sempre lê coisas no dia a dia, seja na televisão, numa placa, num outdoor, numa revista, na internet. 
Mas todo esse processo que você teve para aprender seu idioma é o mesmo processo que deve ter para aprender outro. Você começa a aprender algumas palavras, e com isso tem que ir engrenando, ou seja, tem que ler muito muito muito muito muito muito mesmo; tem que ouvir muito muito muito muito muito também. Só assim aprenderá, de tanto ouvir o que falam e de ler o que escrevem.
Você não precisa saber todas as regras gramaticais para saber falar português, certo? O mesmo é válido para qualquer outro idioma. Por que uma pessoa que convive com pessoas que falam errado acaba falando errado também? Por que uma pessoa que convive com quem fala corretamente acaba falando corretamente também? É o meio que você vive. É o que você ouve diariamente. Por isso, ouça e leia muito em inglês (claro que de fontes confiáveis, se não quiser aprender errado).
Mas não ignore a gramática totalmente, né? O mínimo de gramática da nossa língua você deve conhecer, o mesmo é válido para outro idioma. Não se prenda 100% à gramática e suas regras pois há sempre exceções, mas também não as ignore por completo!
Se empenhe, se dedique, que assim se chega em algum lugar. Continuarei postando mais dicas e experiências que tive com o idioma. Por enquanto, é isso.



See ya, guys!


Um comentário:

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...