terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

Tip #28 - Escrevendo textos em inglês (para iniciantes)

Oi, galera! Bem, a "Tip" de hoje está um pouco diferente do que eu costumo fazer. Tem um erro comum que, nós brasileiros, cometemos ao começar a aprender inglês, e quero alertar você hoje. 
Como disse no título, esta postagem é voltada para os beginners (iniciantes), portanto, mesmo que você seja de um nível com maior conhecimento no idioma, não custa dar uma conferida no assunto de hoje, né?
Agora, chega de blá blá blá e vamos direto ao assunto. 
Bem, em português, a conjugação de verbos é uma coisa bem complexa, certo? Onde cada pessoa (pronome) recebe uma conjugação diferente. Por exemplo:


Verbo  cantar  - Verbo vender  - Verbo partir 
Eu canto             Eu vendo           Eu parto
Tu cantas           Tu vendes         Tu partes
Ele canta            Ele vende          Ele parte


E por aí vai. Não vou ficar conjugando tudo. Aliás, quem gosta de conjugar verbos?
Mas a questão é que isso acaba nos dando mais "flexibilidade" ao escrever textos, redações ou até mesmo quando falamos. Ainda não entendeu? Vou ser mais claro. Podemos criar frases com aquilo que chamamos de "sujeito oculto". Exemplos:

- Tenho 20 anos. 
- Estou chateado.
- Moramos aqui perto.
- Sei como você se sente.
- Acreditamos em você.


Ou seja

Eu não precisei colocar o "eu" ou o "nós" no começo da frase. Bastou você ver a conjugação do verbo para saber de qual pessoa se tratava. É algo automático na sua cabeça. Você nem precisa se dar ao trabalho de pensar em conjugações.
Portanto, posso dizer tanto "eu estou" quanto "estou", e serei compreendido facilmente. 
O espanhol também parece com o português nesse sentido. Tanto faz se você diz "Yo estoy" ou "Estoy".
Mas a questão aqui é o inglês. E como já vimos em postagens como a do Present Tense (releia aqui), a conjugação em inglês é algo bem mais simples que na nossa língua. Isso, por um lado, é fantástico pois facilita o aprendizado. Por outro, é bom ficar atento, pois muitos cometem o seguinte erro:

- I am Brazilian. Am from Rio.
- Is so cool.
- Are having fun!

Em inglês, isso não faz o menor sentido, pois na maioria dos casos, simplesmente não sabemos qual pessoa (pronome) está sendo falada. O "are" pode ser usado para "you", "we" e "they". Sem contar todos os outros verbos regulares em que "I", "you","we" e "they" se conjugam da mesma forma. E pior ainda em tempos verbais como "Simple Past" e "Simple Future", onde até "he", "she" e "it" recebem a mesma conjugação dos demais pronomes.
E qual a solução para isso? Você terá que identificar a pessoa SEMPRE em TODA frase. Exemplos:

- I am Brazilian. I'm from Rio.
- It is so cool.
- We are having fun!



Só cuidado...

... no caso de um texto, para não torná-lo cansativo e repetitivo demais para quem lê. Aí você pode usar os mesmos recursos que usamos na língua portuguesa, como, colocar o nome do personagem ao invés do "ele" e "ela" o tempo todo. Ou vários outros métodos que devemos usar para tornar o texto mais agradável de ler. Exemplo:

"His name is Ben. He is from the United Kingdom. But he lives in Paris today. He loves soccer and he loves to eat pizza. Well, he is a great friend."
(O nome dele é Ben. Ele é do Reino Unido. Mas ele mora em Paris hoje. Ele ama futebol e ele ama comer pizza. Bem, ele é um grande amigo)



Reparou o quanto ficou chato o uso excessivo do "ele"? Agora veja o texto escrito de outro modo:



"Ben is from the United Kingdom. But he lives in Paris today. His favorite sport is soccer and his favorite food is pizza. Well, this british guy is a great friend of mine." 
(O Ben é do Reino Unido. Mas ele mora em Paris hoje. Seu esporte favorito é o futebol e sua comida favorita é pizza. Bem, esse britânico é um grande amigo meu.)



Não usei "ele" excessivamente, e consegui identificar o sujeito de cada frase facilmente. Viu? Espero que esse rápido exemplo tenha feito você entender melhor.
Lembrando também que a dica de hoje não é válida somente para textos, mas também para a língua falada. Identificar o sujeito vale para a conversação também.

Espero que a dica de hoje tenha sido útil. E, se ficou com alguma dúvida, já sabe que pode deixar um comentário logo abaixo, não é? Bom estudos!

See ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...