segunda-feira, 9 de maio de 2016

Futuro com Going To - Parte 2

Hello, students! Volto hoje para fechar o assunto polêmico sobre o "Futuro com Going To". Vou falar também de principais erros que os alunos cometem e sobre o uso do informal "gonna", que vocês devem ver em várias músicas, não é mesmo? Se não viu ainda, não tem problema que eu ensino aqui.
Outra coisa que quero deixar bem claro é: não adianta se desesperar com tantas regras. Se você praticar bastante, seja esse tempo verbal ou qualquer outro da língua inglesa, você vai pegar o jeito. A questão é praticar sempre que puder; o máximo que puder.
Podemos ir então ao que realmente interessa?

Uso de "Gonna"

Eu, particularmente, adoro usar "gonna". Ele é, nada mais nada menos, que a contração informal de "going to". Isso quer dizer que numa conversa entre amigos, numa letra de música, numa festa, ou qualquer outro lugar que não exija um vocabulário formal (falado ou escrito), você pode usar "gonna". 

Exemplo:

- I'm gonna talk to John right now. (Vou falar com o John agora mesmo)

Veja que a frase acima equivale a "I'm going to talk to John".Mas cuidado! Não cometa o seguinte erro:

- I'm gonna to talk to John.

"Gonna" já é a contração de "Going to", portanto é totalmente desnecessário e incorreto colocar o "To" logo depois.

Outros exemplos:
- She's gonna leave the country. (Ela vai deixar o país)
- Are you gonna tell the truth? (Você vai contar a verdade?)
- We're gonna study abroad. (Nós vamos estudar no exterior)
- I'm not gonna make much noise. (Eu não vou fazer muito barulho)

PS: Há outros modos mais "errados" e informais, que você consegue ver, principalmente, em letras de músicas de rap ou hip hop. Exemplos:
- We gonna be. (Ausência do "are", ou seja do verbo "to be")
- You gon learn. (Contraindo o "gonna", que já é uma contração)
- Imma let you know. (Contraindo ainda mais o "gonna")

Mas eu não aconselho a fazer uso destes últimos que eu citei. Dependendo do local e com quem você fala, pode soar mal. Portanto, use "Gonna" ou "Going To".

PS²: A própria frase muito usada na internet "Haters gonna hate" já tem um erro gramatical. Cadê o "To be"? Deveria ser "Haters are gonna hate". Viu como eles bagunçam todas as regras? Taylor Swift que o diga (na imagem acima).

Agora: erros comuns de alunos

Selecionei algumas perguntas muito comuns de alunos e que possam vir te ajudar:

1 - "I'm going to study" pode ser "Eu estou indo estudar"?
Não! Pode até ser se você ficar traduzindo ao pé da letra, mas lembre-se de manter sua mente aberta. Outro idioma é outro idioma, e muita coisa não se traduz ao pé da letra. Portanto, "I'm going to study" vai ser sempre "eu vou estudar".
- Teacher, posso falar "I go to study"?

2 - Posso usar "I go to study"?
Não! Mais uma vez, ao pé da letra você usaria "I go + verbo no infinitivo", mas aqui é outra língua, outra construção de frase, outra ideia. "I go to eat", "I go to play", "I go to believe"... nenhuma dessas frases soa bem ao falante de língua inglesa. Use "I'm going to".

3 - Sim, entendi! "I'm going to study" quer dizer "eu estudarei"?
Não! "I'm going to study" é "eu vou estudar", e "I'll study" é "eu estudarei". Não confunda os futuros.

Conclusão

Essa postagem de hoje foi mais para explicar as peculiaridades e gírias deste tempo verbal, e assim, eu poder fechar o assunto.
Ficou com dúvida em alguma coisa? Não hesite em comentar ali embaixo. E volte sempre para o EFBP. Obrigado pela preferência. LOL

See ya!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...