sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Grammar #16 - Present Continuous (Regras) - Part 1

Olá, galera. Primeira postagem do ano de 2015! E pra começar o ano com grande estilo, finalmente falarei de um dos tempos verbais mais conhecidos: O tal do Present Continuous.
Confesso que eu tinha um certo trauma em relação a esse tempo verbal, pois minha professora de inglês do colégio explicava a regra praticamente toda semana, e ninguém da turma se preocupava em aprender (exceto eu). Acho que foi um ou dois anos letivos inteiros, semana após semana falando do mesmo assunto, e ainda assim a turma estava nem aí!
Deixando de lado o meu trauma pessoal, não tem como ignorar o “Present Continuous”, pois afinal de contas, ele é muito usado e muito importante. Então, vamos estudá-lo daquele jeitinho que sempre faço: tudo mastigadinho e em pedaços pra que entenda da melhor forma possível.

O conceito

Assim como vim falando em postagens da página “Tips”, como “To VS ING” (que você pode reler clicando na parte 1, 2 e 3), e na postagem “Para os que mataram aula de português” (releia aqui), eu já deixei bem claro que o “ING” corresponde ao que na língua portuguesa chamamos de “Gerúndio”.
E se você não leu nenhuma dessas postagens e não sabe nada do que estou falando, explicarei melhor.
Primeiro de tudo: O que é gerúndio? É quando o verbo principal termina em ando, endo ou indo.
Exemplos:
Andando, jogando, gritando
Escrevendo, crescendo, recebendo
Partindo, conseguindo, vindo


Deu pra entender, né? Ainda em português, vamos ver agora em frases:
- Eu estou fazendo meu dever de casa.
- Ela está me chamando.
- Nós estamos brincando na quadra.

Entendido isso, é aí que entra o “ING” na parada. O que quero dizer é que, para colocar os verbos em inglês no gerúndio, basta acrescentar “ING”. Só isso. Nada além disso.



Exemplos:
To walk (andar) – Walking (andando)
To grow (crescer) – Growing (crescendo)
To pretend (fingir) – Pretending (fingindo)

Mais fácil que roubar doce de criança, né?

E tem mais...

Quando usamos o gerúndio na língua portuguesa, quem vem sempre acompanhado deles, hein? Releia as frases que dei como exemplos acima.
Elementar, meu caro leitor. Ele geralmente vem acompanhado do verbo “estar”, que em inglês é o mundialmente famoso “Verb to be”. E se você não lembra da conjugação “To be” e suas regras, releia a parte 1 aqui, e a parte 2 aqui.
Entendido isso, só nos resta uma tarefa: vamos colocar os gerúndios em frases em inglês?
- I’m doing my homework (Eu estou fazendo meu dever de casa)
- I’m playing soccer (Eu estou jogando futebol)
- He’s eating hamburger (Ele está comendo hambúrguer)
- They’re watching TV (Eles estão assistindo TV)

Vou colocar as frases de outro jeito para que você entenda melhor a diferença entre Present Tense, no qual eu já expliquei em 4 posts (veja aqui), e o Present Continuous.

Exemplos  
- You sing well (Você canta bem)
- You are singing well (Você está cantando bem)

- We make delicious cakes (Nós fazemos bolos deliciosos)
- We’re making delicious cakes (Nós estamos fazendo bolos deliciosos)

- She feels terrible (Ela se sente péssima)
- She’s feeling terrible (Ela está se sentindo péssima)

Concluímos então que...

O conceito do Present Continuous é o seguinte: se trata de um tempo verbal que descreve uma ação que ESTÁ ACONTECENDO AGORA, NO EXATO MOMENTO.
E além disso, concluímos também que a sua formação consiste em algo básico, como uma fórmula matemática. E o que acontece numa fórmula matemática? Aplicando os números nos seus devidos lugares de forma correta, a formula dará o resultado certo. O mesmo acontece com o Present Continuous: aplicando os verbos e o “ING” nos lugares corretos, o resultado será exato. Leia abaixo a fórmula:


 Verbo To be + Verbo principal com ING 


Vejamos outros exemplos de frases com ING e sua “fórmula” sendo aplicada.

- She is drinking water (Ela está bebendo água)
- Patrick is reading a magazine (Patrick está lendo uma revista)
- Susan is seeing a movie (Susan está vendo um filme)
- You’re screaming now (Você está gritando agora)
- We’re buying new clothes (Nós estamos comprando roupas novas)

E como ficam as frases negativas e interrogativas?

Okay, eu sei que até agora eu só falei das frases afirmativas. Mas quando estamos negando algo ou fazendo uma pergunta com o Present Continuous? Usamos os verbos auxiliares “Don’t”, “Doesn’t”, “Do”e “Does”?
A resposta é NÃO! Tenho prazer em lhe informar que é bem mais fácil que isso. Simplesmente você seguirá a mesma regra que é aplicada ao verbo “To Be” e que já foi te ensinada.
Se você não conhece a regra, sugiro novamente que leia minhas postagens sobre o assunto clicando aqui. Agora se você conhece e lembra, dá uma olhada nos exemplos abaixo para dar uma clareada na sua vida.

Negativas
- I’m not going to the party now (Eu não estou indo para a festa agora)
- You aren’t listening to me (Você não está me escutando)
- He isn’t telling the truth (Ele não está dizendo a verdade)
- She’s not looking at me (Ela não está olhando para mim)
- It’s not working (Isso não está funcionando)
- We aren’t helping her (Nós não estamos ajudando ela)
- You’re not doing this right (Vocês não estão fazendo isso direito)
- They’re not walking slow (Eles não estão andando devagar)

Interrogativas
- Am I disturbing you? (Eu estou atrapalhando você?) 
- Are you coming here? (Você está vindo aqui?)
- Is he saying something? (Ele está dizendo alguma coisa?)
- Is she trying to lose weight? (Ela está tentando perder peso?)
- Is it working? (Isso está funcionando?)
- Are we doing a good job? (Nós estamos fazendo um bom trabalho?)
- Are you talking to me? (Você está falando comigo?)
- Are they calling me? (Eles estão me chamando?)

Negativa-interrogativas
- Am I not helping? (Eu não estou ajudando?)
- Are you not hearing? (Você não está ouvindo?)
- Is he not studying? (Ele não está estudando?)
- Isn't she cooking? (Ela não está cozinhando)
- Isn't it working? ( Isso não está funcionando?)
- Aren't we doing this right? (Nós não estamos fazendo isso direito?)
- Aren't you working? (Vocês não estão trabalhando?)
- Aren't they sleeping? (Eles não estão dormindo?)

Uau, espero que todos esses exemplos e definições tenham facilitado sua vida e que você tenha absorvido o conteúdo apresentado aqui. Como mostrei, não é difícil. É tudo uma questão de treino com as regras.
Mas tem alguns “poréns” que não comentei, e comentarei com certeza na próximo post “Grammar”. Como sempre digo, informação demais não entra na cabeça, então por hoje é só. Mas relaxa que a parte 2 não abordará algo complicado de entender.
Ficou com alguma dúvida ou tem algo a acrescentar? Lembre-se, sua dúvida pode ser a de outros também. Por isso, qualquer coisa, deixe um comentário abaixo e ficarei muito feliz em ajudar você.
Então até a parte 2.


See ya!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...